quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Sobre o papel numa futura série sobre a operação Lava Jato

No dia 16 de outubro deste ano, o jornalista Lauro Jardim, do Jornal O Globo, publicou um texto em seu blog com o título: Wagner Moura recusa papel em série sobre a Lava Jato. A notícia se espalhou rapidamente pelas principais redes sociais do mundo: O Facebook e o Twitter.
Acontece que hoje no Brasil existe uma polarização bem acentuada e esse texto, do jornalista, serviu para uma batalha: Uns dizendo que o Wagner nem foi convidado para série e outros dizendo que ele recusou o papel por motivos políticos.


No outro dia, o comediante Rafinha Bastos escreveu em sua página do Facebook que o Wagner teria dito a seguinte frase: Não interpreto mau caráter (referindo-se ao juiz Sérgio Moro). É difícil entender o porquê desta publicação mentirosa, disfarçada de piada. Foi algo muito irresponsável, pois o Wagner nunca disse isso.



Nós aqui do Blog Oficial do Wagner Moura, fomos atrás da sua assessoria, a Stratosfera Comunicações, confirmar a história verdadeira para todos vocês que acompanham a gente. E segundo a assessoria  do Wagner Moura, ele recusou o convite para participar dessa futura série. Porém o Wagner nunca disse a frase: Não interpreto mau caráter. Wagner comentou: Nunca disse essa frase absurda. Qualquer bobagem, dita por qualquer um, viraliza na internet e é imediatamente assumida como verdade sem que ninguém se preocupe em saber a fonte da informação. Que momento triste esse. 



As mídias sociais devem ser usadas com bom senso. Compartilhar informações sem checar a fonte, é tolice.

Paula Andréia (equipe do Blog Oficial Wagner Moura).

7 COMENTE! :

leandro Pereira disse...

Rafinha bastos assim como o wagner é contra o impeachment e ele não serve de base pois é humorista e não jornalista

jones risso menezes filho disse...

Humorista faz os outros rirem não sentir vontade de vomitar!

jones risso menezes filho disse...

Humorista faz os outros rirem não sentir vontade de vomitar!

Marcio Sena disse...

Tem que ver que estamos em uma país "democrático", pelo menos estávamos, pois bem ser ou ser a favor do impeachment é de cada um, a eleição é assim, você escolhe o zé eu o chico, e por ae vai. Cada um tem o direito de escolher a quem votar, a quem acreditar e o que acredita. O país se tornou um eterno FlaxFlu sem noção.

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dan Brown disse...

Como país democrático todos tem o direito de ter sua própria opinião e seus dogmas políticos ou não. Agora veicular uma informação falsa ainda mais em se tratando de uma figura pública aí já se ultrapassa e muito tal direito!!

luci disse...

Wagner sabe o que diz sabe o que faz