sábado, 3 de setembro de 2016

Wagner Moura: de 'Sexo Frágil' a 'Narcos'; relembre 10 papéis do ator

Ana Carolina Porto Do EGO, no Rio


Embora o reconhecimento do ator no exterior tenha crescido em 2015, aqui no Brasil ele cultiva fãs desde sua primeira participação da TV, em 2003.

Que Wagner Moura é um grande ator ninguém duvida. Mas desde que começou a atuar em "Narcos" – cuja segunda temporada estreia nesta sexta-feira, 2 – ele passou a ser convidado para entrevistas com apresentadores de prestígio internacional, como Chelsea Handler. Isso sem falar na indicação ao Globo de Ouro de Melhor Ator em Série Dramática. Embora o reconhecimento lá fora tenha crescido em 2015, aqui no Brasil ele cultiva fãs desde sua primeira participação da TV, em 2003. Pensando nisso, o EGO resolveu relembrar 10 papéis que mostram a versatilidade do ator:

"Sexo Frágil" (2003)
Quem não lembra do primeiro trabalho do ator na TV? Pois é, Wagner Moura interpretava ao mesmo tempo Edu e Magali. Mas vale lembrar que todos os protagonistas da série davam vida a um homem e a uma mulher. Naquele momento, quem imaginaria que o ator não seguiria a carreira no ramo da comédia?


Wagner Moura em "Sexo Frágil" (Foto: TV Globo/ João Miguel Júnior | TV Globo/ Gianne Carvalho)

"Deus é brasileiro" (2003)
Talvez você não lembre, mas o homem responsável por levar Deus (que aqui não é Morgan Freeman, mas sim Antônio Fagundes) até o Santo que tomará o seu lugar é... Wagner Moura! Na pele de Taoca, o ator mostrou que também sabe interpretar um malandro muito bem, obrigada.


Wagner Moura em "JK" (Foto: TV Globo/ Zé Paulo Cardeal)

"JK" (2006)
Aí vem o lado romântico do ator. Quem não se apaixonou pela forma meiga com a qual Juscelino Kubitschek tratava a sua futura esposa, Sarah (Débora Falabella)? E quantos não se revoltaram ao ver que quando Wagner Moura virou José Wilker ele passou a trair a mulher? E esse é apenas um dos motivos para o seu papel na minissérie ser inesquecível.


Wagner Moura e Paloma Duarte em "Deus é brasileiro" (Foto: Globo Filmes)

"Paraíso Tropical" (2007)
E o que falar da sua participação em uma novela? Em "Paraíso Tropical" o ator mostrou que sabia fazer um vilão nada caricato. Por pior que Olavo fosse, ele conquistou o público ao lado de sua amante Bebel (Camila Pitanga) e fez com que Wagner Moura ganhasse mais de dez prêmios por sua atuação. Mais do que merecidos!


Wagner Moura em "Paraíso Tropical" (Foto: TV Globo/ João Miguel Júnior)

"Tropa de Elite" (2007)
É claro que um dos papéis mais marcantes do ator não poderia estar de fora! Na pele de Capitão Nascimento, Wagner Moura deu vida a um personagem que - polêmicas à parte - por muitos é considerado herói nacional. O sucesso foi tanto que o filme ganhou o Urso de Ouro e acabou rendendo uma continuação em 2010.


Wagner Moura em "Tropa de Elite" (Foto: Divulgação/IMDB)

"Ó Paí, Ó" (2007)
Esse filme foi a chance do ator voltar às suas origens baianas e fazer uma de suas famosas parcerias com Lázaro Ramos, com quem atuou em diversos filmes. Nesse longa, Wagner Moura interpretou Boca, um racista que estava sempre em conflito com o protagonista Roque. A história se passa em Salvador, terra natal do ator.


Lázaro Ramos e Wagner Moura em "Ó Paí, Ó" (Foto: Globo Filmes)

"Saneamento Básico, O Filme" (2007)
No mesmo ano, o ator substituiu o sotaque da Bahia pelo do Rio Grande do Sul. E foi no papel de Joaquim que ele levou para as telas do cinema a história verídica de um grupo que só queria saneamento básico em sua cidade. Resultado: fazem um filme divertido que permite Wagner Moura oscilar entre a seriedade e a comédia.


Wagner Moura e Lázaro Ramos em "Saneamento Básico, O Filme" (Foto: Globo Filmes)

"O Homem do Futuro" (2011)
Após tantos estilos cinematográficos ainda faltava um filme de ficção científica na carreira do ator. E é aí que entra "O Homem do Futuro"! Na pele de João "Zero", Wagner Moura provou que além de atuar também sabe cantar! E quem não ficou cantarolando "Tempo Perdido" no final que atire a primeira pedra!


Wagner Moura em "O Homem do Futuro" (Foto: Globo Filmes)

"Elysium" (2013)
A estreia do ator em Hollywood não passou despercebida! Ao lado de Matt Damon, Alice Braga e Jodie Foster ele participou de um filme futurista de projeção mundial. Além disso, Wagner Moura saiu da zona de conforto de seu país e fez um filme que é inteiramente falado inglês. Arrasou!


Wagner Moura em "Elysium" (Foto: Kimberley French/IMDB)

Narcos" (2015)
É claro que "Narcos" não poderia estar de fora dessa lista! Foi graças ao seu papel como Pablo Escobar que Wagner Moura garantiu a indicação ao Globo de Ouro de Melhor Ator em Série Dramática em 2015. Mais uma vez o ator encarou o desafio de interpretar em uma língua estrangeira, mas dessa vez a dificuldade foi maior, já que ele não sabia espanhol quando foi convidado para fazer a série.


Wagner Moura em "Narcos" (Foto: Daniel Daza/Netflix)

Fonte: Ego