terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Assista um trecho de Wagner Moura em Serra Pelada



O ano é 1980, a expectativa é enriquecer e o destino é Serra Pelada. Localizada no interior do Pará, o maior garimpo dos últimos tempos é alvo de milhares de brasileiros afoitos por mudar de vida. Essa é a história do filme do diretor Heitor Dhalia, que, na adaptação para a televisão, sob a direção de núcleo de José Alvarenga Júnior, recebe nova edição e montagem.

Na minissérie, Juliano (Juliano Cazarré) e Joaquim (Julio Andrade), amigos de infância inseparáveis, se mudam para o Pará a fim de vivenciar a "febre do ouro".

A amizade e a cumplicidade ajudam na busca pelo precioso metal, mas a ambição e a obsessão por riqueza, diante da realidade no garimpo, pode mudar tudo na vida dos dois.
A Saga do Ouro tem direção de Heitor Dhalia e direção de núcleo de José Alvarenga Júnior. Estão no elenco Wagner Moura, Juliano Cazarré, Júlio Andrade, Sophie Charlotte, Matheus Nachtergaele, Eline Porto, dentre outros.

"Esse nosso filme está super bem filmado e você vai ter noção do que era aquele lugar nos anos 80, a Serra Pelada. Mas no fundo, também, é uma história de amizade. Como aquilo tudo transforma a vida e a amizade desses dois homens protagonistas do filme. (...) "Eu como artista fico muito empolgado e animado de fazer parte de um projeto desses", contou o ator e produtor do filme, Wagner Moura.

Serra Pelada teve orçamento de 10 milhões de reais, números elevados quando estamos falando do padrão econômico do cinema nacional. "Quando tive a da ideia do filme, pensei: 'por que ninguém pensou em fazer esse filme antes?' E quando estava rodando entendi o porquê. Era quase impossível de ser feito. Era muito complexo. Foi o filme mais difícil que já realizei na minha vida", contou o diretor Heitor Dhalia.

Fonte: Portal A Tarde e Os Paparazzi
Vídeo: Tatui Filmes