segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Wagner Moura é destaque em ficção científica de Hollywood

Baiano foi convidado para gravar 'Elyseum' por causa de 'Tropa de Elite 2'. Ele fala das diferenças em relação ao Brasil e da vontade de voltar à TV.

Tem talento brasileiro em Hollywood. Wagner Moura, o Capitão Nascimento de ‘Tropa de Elite’, estreia no cinema americano. Ao lado dele, ninguém menos que o astro Matt Damon. Os dois falaram com exclusividade ao Fantástico sobre esse passo importante na carreira do ator baiano.

Wagner Moura tem um papel importante no filme que já arrecadou, em pouco mais de duas semanas, mais de R$ 335 milhões em vários países. Uma ficção científica que mostra a Terra daqui a 140 anos: superpovoada, com muita pobreza e injustiça.

Os ricos se mudaram para a luxuosa estação espacial Elysium, sem violência, nem doenças. Wagner vive Spider, um rebelde da Terra que usa sua inteligência para liderar uma invasão a Elysium.

Foi graças ao capitão Nascimento, personagem dele no filme 'Tropa de Elite 2', até hoje o filme nacional de maior bilheteria da história, que Wagner ganhou o papel em 'Elysium'. Nem precisou fazer teste. O diretor é fã dele.

“O personagem no filme não precisava ser necessariamente brasileiro, mas tinha que ser latino-americano. Não sabia de onde, então, quando eu vi ‘Tropa de Elite 2’, eu disse: ‘este é o cara, preciso dele’”, conta o diretor Neill Blomkamp

“Este é o primeiro filme que eu faço em inglês e, honestamente, eu não faria um filme em Hollywood só por fazer. Eu adoro ‘Distrito 9’, primeiro filme do Neil, que é uma extraordinária metáfora do Apartheid na África do Sul e da segregação social. E o ‘Elysium’ vai pela mesma direção”, conta Wagner Moura.

Jodie Foster e Alice Braga também estão nesta história. No filme, a brasileira é a antiga namorada do protagonista, interpretado pelo americano Matt Damon. Não é a primeira vez que Alice e Wagner se encontram no cinema. A dupla também trabalhou junta no filme ‘Cidade Baixa’, quando formaram um triângulo amoroso com Lázaro Ramos.

“Para mim, foi muito especial ter ido lá e poder participar deste momento e de ver o Wagner trazendo uma coisa linda pro filme, que é o personagem dele, que é super forte”, destaca a atriz Alice Braga.

Críticos de cinema de jornais e revistas importantes também fizeram elogios ao trabalho de Wagner. Matt Damon acha que ele terá mais convites para filmar nos Estados Unidos. “E quando você faz um filme que consegue tanto sucesso, como os filmes que ele fez no Brasil, todo o mundo em Hollywood sabe quem ele é, pode acreditar”, afirma Matt Damon.

No Brasil, Wagner estará em mais dois filmes, que estreiam ainda este ano. ‘Serra Pelada’ é sobre a corrida do ouro no norte do Brasil na década de 80. E, no filme ‘Praia do Futuro’, ele interpreta um salva-vidas que vai para a Alemanha atrás de uma paixão.

Nesta entrevista, Wagner Moura disse que deseja voltar à televisão, onde começou em 2003. Depois, fez sucesso ao lado de Camila Pitanga, em ‘Paraíso Tropical’ e divertiu o público no Fantástico.

“As coisas que eu fiz na TV foram muito importantes para mim. Eu gostei de fazer. Eu comecei a fazer muitos filmes, porque o cinema brasileiro está em uma fase muito especial, muito aquecido. Uma novela toma muito seu tempo, então, enquanto você consegue fazer dois filmes, você faz uma novela só, mas um projeto interessante na televisão é tudo o que eu estou querendo”, conta o ator.

Fantástico: O que ele achou mais estranho no jeito Hollywood de fazer cinema?

“É dinheiro, os caras têm muito dinheiro para fazer os filmes. Ainda mais um filme desses, que não é um filme independente. Realmente é um filme de estúdio, muito grande. Então é tudo muito maior. E também o fato de ser um filme de ficção científica. Quando é que no Brasil a gente ia fazer um filme com espaçonave, lutando de espada? Para quem é menino, assim, é um barato”, se diverte Wagner.

Fonte: Globo.com