sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Wagner Moura fala sobre o amadurecimento de seu personagem em Tropa de Elite 2

Wagner MouraMais velho, coronel Nascimento adquiriu consciência

Entrevistadopelo programa Roda Viva, da TV Cultura, Wagner Moura discutiu o aguardado Tropa de Elite 2.

O ator explicou que seu personagem, o ex-capitão, agora coronel, Nascimento, amadureceu do primeiro filme para este. “O Nascimento está mais velho. No primeiro filme você vê um personagem em crise. Ele não sabia o que estava acontecendo com ele. Era um personagem perplexo, perdido. Agora a gente está adotando um Nascimento de consciência.

Ele entende o que está acontecendo com ele, o papel que ele faz, que ele cumpre dentro desse jogo da segurança pública. No filme os policiais acham mesmo que matar bandido é uma coisa nobre. Que estão fazendo um grande bem. E no segundo, o grande problema é que ele começa a entender que de fato não está servindo exatamente a um propósito nobre. Que é muito diferente servir à população e servir ao Estado”, contou.

Esse amadurecimento, porém, não vem sem um preço alto. “Principalmente tem muita tristeza. Imagina ver que você dedicou a sua vida inteira a um negócio vazio, errado. Que mentiram para você”.
Na trama, Nascimento, agora coronel, enfrenta um novo inimigo: as milícias. Ao bater de frente com o sistema que domina o Rio de Janeiro, ele descobre que o problema é muito maior do que imaginava. Para piorar, precisa equilibrar o desafio de pacificar uma cidade ocupada pelo crime com as constantes preocupações com o seu filho adolescente, Rafael (Pedro Van Held).

André Ramiro retorna como Matias. Maria Ribeiro reprisa o papel de Rosane. Irandhir Santos faz o ativista de direitos humanos Diogo Fraga e Seu Jorge será o detento Beirada, líder de uma rebelião no presídio Bangu I. Milhem Cortaz, Fernanda Machado e Tainá Müller também estão no elenco.
A direção fica por conta de José Padilha.

Tropa de Elite 2 chega às telas em 8 de outubro.

Fonte: Cine review
Texto editado por Carol Monteiro