sexta-feira, 27 de agosto de 2010

“Homem do Futuro” é filmado em Paulínia


O Projeto “Paulínia Magia do Cinema” da Secretaria Municipal de Paulínia apóia o longa-metragem “O Homem do Futuro”, uma comédia romântica com os atores globais Wagner Moura e Aline Moraes nos papéis principais com gravações em Paulínia. O filme tem ainda a participação na filmagem de mais de 100 figurantes residentes no município. O elenco é estrelado também por Fernando Ceylão, Maria Luisa Mendonça e Gabriel Mendonça. “Homem do Futuro” é dirigido por Cláudio Torres, também diretor da comédia “A Mulher Invisível”, com Luana Piovani e Selton Mello, um verdadeiro campeão de bilheteria assistido por cerca de 2 milhões de pessoas.


A produção é de Tatiana Stefany Quintela, ex-secretária de cultura da prefeitura de Paulínia, uma das idealizadoras do Pólo Cinematográfico da cidade. Segundo Cláudio Torres, “Homem do Futuro” seguirá a mesma fórmula de sucesso de “A mulher invisível”, de retratar temas profundos e, em certos aspectos tristes, de forma leve e bem humorada, misturando comédia com pitadas de drama.

“É um filme sobre amor, suas crises e reconciliações. Será uma divertida e eletrizante comédia romântica com ritmo de aventura e tempero de ficção científica, voltada para o entretenimento, calcada em grandes atores, diálogos ferinos e dinamismo narrativo, discutindo emoções contraditórias, enfim, toda complexidade dos sentimentos humanos, mas de maneira engraçada”, explicou o diretor Cláudio Torres. O diretor enfatiza que, além do amor, o arrependimento é um dos temas principais abordados em “O Homem do Futuro.

Dilema Moderno

O filme conta a estória de Zero, um cientista excêntrico vivido por Wagner Moura, inteligente, porém arrogante e infeliz. Ele está de mal com a vida, pois não assimilou os traumas da juventude, causados por humilhações sofridas na faculdade e a perda de Helena, interpretada por Alinne Moraes, seu primeiro grande amor. Mesmo após 20 anos da separação, seu coração continua partido.

Zero gera um acidente ao colocar em funcionamento o acelerador de partículas mais barato do mundo, sua principal invenção, e acaba retornando sem querer ao passado. Com isto, Zero tem a chance de reescrever seu futuro e reconquistar Helena, mas acaba desperdiçando a oportunidade e se tornando uma pessoa pior do que já era. Isto obriga Zero, após retornar ao presente, a fazer uma nova viagem no tempo em busca de uma terceira chance para superar a própria soberba e egoísmo e reatar o romance com Helena.

“O filme é uma parábola do dilema do homem de hoje. Muitas pessoas vivem no passado e não no presente e ficam neuróticas com o próprio futuro. É um problema existencial profundo, mas prometo que, apesar disso, o resultado final será bem cômico”, observou o diretor. Ele ressaltou que a presença de atores carismáticos como Wagner Moura e Alinne Moraes são fundamentais para o sucesso de uma comédia romântica.

Neste aspecto, a participação de Wagner Moura no elenco é, a seu ver, indispensável. “Eu escrevo para atores, e o Wagner Moura é vital, verdadeiro e irresistível. Ele consegue ser doce, raivoso, neurótico, heróico, louco e romântico, tudo ao mesmo tempo. É um honra e privilégio contar com seu trabalho no filme”, destacou o diretor. O filme está previsto para estrear nos cinemas em 2011”.

Fonte: Regional.net