sexta-feira, 7 de maio de 2010

Sua Mãe, banda do ator Wagner Moura, lança CD em SP

Sua Mãe, banda do ator Wagner Moura, lança CD em SP
O verso de Milton Nascimento "todo artista tem de ir aonde o povo está" resume bem a ideia de quem monta uma banda no Brasil. Entretanto, em 1992, quando o ainda iniciante ator Wagner Moura decidiu montar o grupo Sua Mãe - com seis amigos da faculdade, de Salvador -, a frase de Milton teimava em ser subvertida a cada apresentação do septeto. Nascidos no epicentro da "ditadura do axé", o Sua Mãe nadava contra a corrente. Em vez de Banda Eva e Chiclete com Banana, o grupo se alimentava de The Cure e The Smiths.
"Nossos shows eram memoráveis. Mesmo tendo apenas dez pessoas por apresentação", lembra Wagner, hoje considerado um dos maiores atores do País. Artista de várias facetas no teatro, cinema e TV, ele mostrará amanhã e no próximo sábado, o cantor que esteve sempre na periferia das suas prioridades. "Foi sempre uma grande diversão e nunca nossa prioridade. Mas quando a banda completou 15 anos, decidimos gravar uma demo com as nossas melhores músicas", conta. "Essa demo acabou se transformando nesse disco, o The Very Best of the Greatest Hits. Nele, colocamos canções que foram gravadas, muitas vezes, quando estávamos bêbados", declara ele.
O ator e agora cantor diz que até chegou a negociar com uma grande gravadora, mas que desistiu depois de ler o contrato. "Constava que deveríamos gravar mais três discos. Como não temos um compromisso profissional com o grupo, imaginei que nosso próximo disco poderia ser gravado só daqui a 18 anos". Por isso, decidiram bancar do próprio bolso a empreitada. "Essa mini turnê por Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro, incluindo mais uns shows corporativos, está sendo realizada para levantarmos uma grana", diz.
Nas apresentações que a Sua Mãe fará no Studio SP, além das faixas do disco, quatro covers entrarão no repertório como forma de explicar de onde nasceu o som do grupo: "O Côncavo e o Convexo", de Roberto Carlos, "Creep", do Radiohead, "Tortura de Amor", de Waldick Soriano, e "Em Plena Lua de Mel", de Reginaldo Rossi.
A "música superpopular brasileira", como chama Wagner Moura - em vez de "música brega" -, veio do toca-discos dos pais do ator. Já o pós-punk de Cure, Smith e Joy Division, era uma forma de se opor à ditadura do axé. As informações são do Jornal da Tarde.
Sua Mãe - Studio SP (450 lug.). R. Augusta, 591, Centro. Tel.(011) 3129-7040. Amanhã e dia 15 (sábado), à 1h. Ingresso: R$ 35. Venda antecipada no tel. (011) 4003-1212. www.studiosp.org

Fonte: Paraná OnLine