terça-feira, 31 de março de 2009

Depois da música, o ator Wagner Moura agora investe na carreira de fotógrafo



Pode ser atuando, cantando ou fotografando, o baiano só tem um personagem: ele próprio

Se você pensa que o ator é aquele sujeito que vive o personagem no palco, evite Wagner Moura como Hamlet, de Shakespeare.

“Sou eu no palco e fora dele”, diz o ator de 32 anos. A peça entra em temporada no Rio de Janeiro, depois de quase um ano de casa cheia em São Paulo, e segue para uma turnê pelo Brasil. Seu príncipe da Dinamarca tem uma pitada de Capitão Nascimento, um de seus grandes papéis no cinema... e tudo de Wagner. Falso pacato criado em Salvador, ele é casado e faz questão da vida em família. Mas agita. Entre suas ocupações está Bem, seu filho de 3 anos, que o espera enquanto ele ensaia as músicas de Sua Mãe, banda que formou com amigos em Salvador.

Como fotógrafo, estreia um ensaio para a revista Sem Número, de Bob Wolfenson, que o clicou para a edição especial da Vogue italiana. A revista chega às bancas nas próximas semanas, com os maiores talentos do mundo. Wagner representa o Brasil. E mostra que também tem charme de sobra.

Fonte: Revista Época