terça-feira, 25 de novembro de 2008

Wagner Moura apóia cotas para meia entrada




Liderados pelo baiano Wagner Moura, Gabriela Duarte e Beatriz Segall, um grupo de artistas desembarcou nesta terça feira, em Brasília, com a missão de defender junto ao Senado a fixação de cotas para a cobrança de meia-entrada em espetáculos e salas de cinema como meio dea garantir a redução dos preços dos ingressos.

Embora conte com o apoio do ministro Juca Ferreira, da Cultura, o projeto que estabelece cota divide opiniões. O texto deve ser votado hoje na Comissão de Educação e Cultura do Senado.

'Não somos contra a meia-entrada. O que defendemos é que tenha uma cota para a cobrança porque isso vai viabilizar a redução dos preços dos ingressos para todos', afirmou Wagner Moura a reportagem da Folha Online. 'Se continuar como está, a tendência é de caos', completou o ator.

Também presente na comitiva, o ator Odilon Wagner disse que a fixação de cota é a solução para viabilizar a redução de preços dos ingressos, bem como para aumentar a produção cultural brasileira.

Segundo a Folha, Gabriela Duarte lembrou que atualmente cerca de 80% dos ingressos são vendidos como meia-entrada no país. De acordo com ela, o raro é alguém pagar a entrada inteira.

A proposta, em discussão na comissão do Senado, sugere a fixação de 40% de cotas, o controle será feito por um conselho, comando pelo governo federal, que vai definir ainda sobre a possível venda antecipada dos ingressos. A medida vai valer para espetáculos, salas de cinema e também eventos esportivos, incluindo museus e circos.

Os artistas apelam também para que a União, os Estados e o municípios arquem com um percentual como contrapartida para viabilizar a execução dos projetos culturais no país.

Representantes dos estudantes também participam da sessão na comissão e são contrários à fixação de cota como o estabelecido no projeto em discussão no Senado.
Fonte: Portal Pituba