sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Filme "Romance"



Chega hoje em circuito nacional, o novo filme de Guel Arraes, "Romance", que conta com a atuação de Wagner Moura e Letícia Sabatella interpretando os protagonistas da história. Para você ficar por dentro de tudo sobre o filme, o blog traz para você a sinopse, fotos, ficha técnica e uma entrevista com o Wagner falando sobre o filme "Romance". Confira tudo logo a seguir, e vá correndo ao cinema mais próximo para conferir o mais novo trabalho do Wagner nos cinemas.

O filme

Diretor e ator de teatro, Pedro (Wagner Moura) se apaixona por Ana (Letícia Sabatella), atriz com quem contracena na peça "Tristão e Isolda". Nos bastidores da peça, o casal esbarra nos obstáculos do amor contemporâneo: paixão, ciúme, rotina... É possível um amor recíproco feliz?

Antes de chegar a uma conclusão, Pedro e Ana terão sua trajetória afetada pela carreira dela - que passa a fazer sucesso na TV - impulsionada pela empresária Fernanda (Andréa Beltrão). O novo cenário deixa espaço, ainda, para a entrada de Orlando/José de Arimatéia (Vladimir Brichta) em cena. No papel de um ator, ele estrelará com Ana um especial de TV e, mais importante, dividirá o seu coração.

Entrevista com Wagner Moura sobre o filme

1 - Você já tinha trabalhado com Guel Arraes antes? Como foi a filmagem?

WM - O trabalho do Guel tem um componente meio teatral, com o qual eu me indentifico muito. O trabalho mais legal que eu já fiz na TV foi um programa do núcleo dele, o "Sexo Frágil", e a sensação era justamente a de fazer teatro na TV. "Romance" tem explicitamente isso porque seus personagens são atores. As cenas dentro do teatro foram especialmente divertidas. Se observarmos o trabalho do Guel, vemos que ele traz sempre este jogo: a arte imitando a vida e vice-versa.

2 - Como foi a preparação para viver o Pedro?

WM - Em primeiro lugar, escutei muito a ópera de Wagner, "Tristão e Isolda". Depois, ensaiamos muito no Teatro Dulcina, que também foi o cenário para as filmagens. O processo com o Guel foi de um aprendizado muito grande porque eu vinha de métodos de trabalho totalmente diferentes, muito abertos. Num trabalho com o Guel, a margem para o improviso é quase nenhuma. Ele edita o filme na cabeça antes das filmagens e já ensaia tudo exatamente como imaginou. Há um rigor muito grande na marcação, na fala...

3 - Seu personagem, o Pedro, traz falas de peças de teatro para a vida real. Isso acontece com você também?

WM - O tempo todo. Agora mesmo, que estou no teatro com Hamlet, de vez em quando me vêm à cabeça frases da peça que se encaixam perfeitamente em situações do dia-a-dia.

4 - É difícil para você fazer cenas de sexo?

WM - Eu não tenho muito problema com isso, não. Não mais do qualquer outra cena. No caso, acabou sendo mais fácil do que imaginávamos e o resultado ficou bem bonito.

5 - Como foi o relacionamento entre o elenco?

WM - Eu me divirto muito com o Vladimir, de quem sou amigo há muito tempo. Adorei também trabalhar com a Andréa Beltrão pela primeira vez. É uma atriz que sempre admirei e acompanhei.

6 - O filme trata da relação dos atores com o teatro, a TV e o cinema. Como isso se dá na sua carreira?

WM - São mídias diferentes, que vão conviver para sempre. Já declararam a morte do teatro tantas vezes, mas ele não vai acabar nunca, assim como o cinema... Acho que o ator não precisa escolher. Fazer TV é importantissimo, por exemplo. A rapidez que a TV exige acaba estimulando a inteligência. Além disso, ela traz estabilidade financeira para o ator. O cinema tem a coisa boa de você experimentar mais, viajar para os festivais e trocar com profissionais de outros países. No teatro, a primazia é do ator, é onde me sinto mais vivo. Todas essas diferenças são boas tanto para quem faz quanto para quem assiste.

Ficha Técnica

Diretor: Guel Arraes
Elenco: Wagner Moura, Letícia Sabatella, Andrea Beltrão, José Wilker, Bruno Garcia, Tonico Pereira, Vladimir Brichta, Edmilson Barros, Marco Nanini.
Produção: Paula Lavigne
Roteiro: Guel Arraes/ Jorge Furtado
Fotografia: Adriano Goldman
Trilha Sonora : Caetano Veloso
Duração: 105 min.
Ano: 2008
País: Brasil
Gênero: Drama
Cor: Cor
Distribuidora: Buena Vista
Estúdio: Globo Filmes/ Natasha Filmes
Classificação: 14 anos
Estréia: 14/11/2008



Fonte: Site oficial do filme e Cineclick
Fotos: Cineclick, Globo Filmes e Uol Cinema
Introdução: Andressa Santos