terça-feira, 2 de setembro de 2008

Sucesso absoluto: Wagner Moura chegou ao topo



Onde ele põe o dedo -o rosto e o corpinho- , vira sucesso na certa.

Wagner Moura conseguiu compor personagens incríveis e inesquecíveis, como o Olavo Novaes, da novela global "Paraíso Tropical", e o Capitão Nascimento, do filme "Tropa de Elite".

Além disso, o ator é de uma simplicidade e educação ímpares. Talvez por esses e outros motivos, aos 32 anos, já tenha alcançado o topo de sua promissora carreira. Se ele ainda tem algum sonho a realizar no âmbito profissinal? Talvez não. Wagner já fez de tudo: O vilão, mocinho, o engraçado e o dramático.

"O meu sonho sempre foi fazer Hamlet, que estou fazendo hoje", contou ele a O Fuxico, referindo-se á obra de Shakespeare, que está interpretando nos palcos do teatro FAAP em SP.

Wagner fez questão de prestigiar a abertura do 19° Festival Internacional de Curta-metragens de São Paulo, no Sesc Pinheiros. Além de ser um amante do cinema, ele atua no curta "Blackout", de Marcelo Rezende, e revelou os encantos de fazer esse tipo de filme:

"O bom de se fazer curtas, é que você pode trabalhar com os primeiros trabalhos da pessoa. É uma experimentação. Marcelo é muito talentoso. Sei que, em breve, ele estará fazendo longas, e quero estar do lado dele", completou Wagner.

Sobre seu retorno á TV, Wagner dá uma má noticias aos fãs:

"Por enquanto, não farei televisão. Estou focado no teatro."

Fonte: O Fuxico
Texto editado por Andressa Santos