domingo, 21 de setembro de 2008

Lançamento de 'Tropa' em NY abre trilha para o Oscar



O controverso Tropa de elite, do diretor carioca José Padilha, chegou essa semana a Nova York, amparado por ótima cotação (nota 4,5 de 5) da crítica do The New York Times.

O filme, que acompanha a rotina de um capitão do Bope, a polícia especial fluminense, estreou oficialmente nos Estados Unidos em 25 de janeiro, mas em circuito limitado. Derrotado por O ano em que meus pais saíram de férias, de Cao Hambuger, na indicação do governo brasileiro para o Oscar de Filme Estrangeiro, no ano passado, Tropa agora expande seu campo de atuação numa tentativa de ganhar visibilidade para disputar as demais categorias do prêmio da Academia de Artes e Ciências de Hollywood, em 2009.

Protagonizado por Wagner Moura, Caio Junqueira e André Ramiro, Tropa de elite foi visto por cerca de 2,5 milhões de pessoas no Brasil, sem contar os 12 milhões que, estima-se, assistiram ao DVD pirata do filme. Maior bilheteria nacional de 2007, o filme teve sua grande chance de exposição internacional no Festival de Berlim, em fevereiro, de onde saiu vitorioso, apesar das críticas contrárias da imprensa estrangeira.

No exterior, o filme de Padilha é representado pela Harvey & Co., do produtor americano Harvey Weinstein, o mesmo que conseguiu com que Cidade de Deus (2003), de Fernando Meirelles, concorresse em quatro categorias do Oscar em 2004, depois de perder a corrida de Melhor Filme Estrangeiro no ano anterior.

Fonte: JB Online
Texto editado por Andressa Santos