quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Wagner Moura canta



Wagner Moura é mesmo o máximo! Além de dar um show nas telas, o ator também deu um show no último dia 19 com a banda Sua Mãe, da qual é vocalista. Entre composições próprias, sucessos de Roberto Carlos, Reginaldo Rossi, The Cure e Radiohead no repertório. A banda fez a festa da moçada na boate Boomerangue, em Salvador.

“É a primeira vez que fazemos um show grande assim, só ensaiamos uma única vez, que foi ontem à noite, mas não tô nada nervoso... isso aqui é um show desencanado, se errar, volta, improvisamos, e assim vai fluindo...”, disse Wagner, que recebeu a equipe da RG super fofo e sem cerimônias, no improvisado camarim do local, com a única companhia de sua mulher.

A banda é harmoniosa, o som é muito bom, o ator é afinadíssimo, e tem ótima performance e presença de palco. Ele desceu duas vezes de lá: dançou muito com as fãs alucinadas da primeira fila... depois começou a cantar um sucesso bem romântico-brega, e ficou abraçado aos chamegos com a mulher, causando frisson entre as fãs ao redor.

“Admiro muito os reis da música brega, apesar de existir um grande preconceito com a música que fazem esses artistas, mas afinal o que é música brega?!Brega para mim é não gostar de Roberto Carlos!”, revela Wagner.

“Comecei a tocar com Gabriel (guitarrista), na escola, aos 15 anos de idade, depois já na FACOM (apelido que os estudantes deram à faculdade de comunicação da Universidade Federal da Bahia), os outros caras entraram e começamos a fazer cover do The Cure, tocando em casa, festas da galera, fazendo umas jam sessions, por pura diversão mesmo”, revela o ator.

A banda é formada por sete integrantes, entre eles jornalistas e fotógrafos. Eles ensaiam frequentemente, mas Wagner, devido à agenda hiper-lotada, ensaia vez ou outra. Mas está sempre na internet baixando novas músicas para o repertório, e enviando para os rapazes. “Fazemos uns ensaios por teleconferência, na web, mas são pouquíssimos os que Wagner consegue vir”, diz Leco, baterista. Leco, que já foi até iluminador de uma peça de Wagner, também revelou que na época de faculdade, Wagner levava os amigos para encenar as peças de teatro que participava: “Já pagamos muito mico com Wagner! Uma vez ele nos levou para encenar numa peça de comédia, aí o público não riu, foi um horror!!”, entrega.

Nenhum dos integrantes da banda soube dizer quando será a próxima apresentação, que com certeza deve lotar.

“Sinto muita falta de ter mais tempo livre para poder me dedicar mais à música, à minha banda... se pudesse ia viver de música!”, revelou o neo-cantor.



Fonte: RG Vogue
Texto editado por Andressa Santos