terça-feira, 19 de agosto de 2008

Banda Sua Mãe, do ator baiano Wagner Moura, faz show em Salvador



Depois de passar o último fim de semana dedicado a Hamlet, em São Paulo, onde a peça estreou há dois meses, o ator Wagner Moura chegou nesta segunda-feira, 18, a Salvador, só que desta vez para encarnar os reis do rock brega Reginaldo Rossi e Odair José.

O motivo da mudança brusca de cenário e de inspiração é a banda Sua Mãe, que ele tem há 17 anos com o amigo Gabriel Carvalho, nascida quando ainda faziam o segundo grau num colégio de Salvador. O projeto teve continuidade com novos amigos na Faculdade de Comunicação da Ufba.

Depois de duas apresentações em programas televisivos, Circo do Edgard e Altas Horas, eles fazem o primeiro show profissional, com cobrança de ingresso e tudo, nesta terça, 19, a partir das 22 horas, na Boomerangue.

Quem não for a esse show, possivelmente só vai ter outra oportunidade de conferir se Wagner, além de excelente ator, também é afinado nos vocais no ano que vem, quando ele pretende reservar uma brecha na agenda para realizar mais shows e gravar um CD com a banda.

Ele avisa aos críticos de plantão que o clima da apresentação é de diversão, algo muito desencanado e sem grandes pretensões.

“Todos nós temos nossas profissões e nos reunimos para cantar porque isso nos dá um prazer enorme. Pra mim, também, é uma forma de dar uma relaxada, eu gosto demais de fazer esse show”, disse, em entrevista, por telefone, ontem, ao desembarcar em Salvador.

Músicos de elite

Esta segunda e terça-feira, inclusive, foram os únicos dias reservados pelo ator para ensaiar para a apresentação de logo mais à noite.

“A gente vai errar, vai parar e voltar de novo, porque é um show em processo. Se Caetano tá fazendo show em processo, porque a gente não pode fazer?“, brinca.

Apesar do clima descompromissado, a banda Sua Mãe tem tudo para ganhar uma platéia cada vez mais numerosa. Não só pelo fato óbvio de ter Wagner à frente do projeto, mas por fazer um som de qualidade, ter canções autorais e defender um tipo de música, classificada por eles como Música Superpopular Brasileira, que tem uma comunicação afetiva e direta com o público.

Os músicos também não deixam barato. A começar por Gabriel Carvalho, que assina os arranjos, a guitarra, além de dar apoio nos vocais. Baterista e diretor musical da banda de reggae Folha de Chá, ele está no projeto de Sua Mãe desde suas origens.

A banda ainda traz Leco (bateria), Serjão Brito (baixo), Ede Marcus (guitarra base e vocal), Tangre Paranhos (teclados e vocal) e Claudinho David (violão, ritmo e vocal).

Os primeiros ensaios da atual formação da Sua Mãe começaram ano passado, com reuniões semanais dos músicos em Salvador e visitas esporádicas de Wagner que, mesmo residindo no Rio, dava um jeito de se juntar à trupe. Destes encontros, resultaram a gravação de um demo e o repetório do show.

Além de clássicos dor-de-cotovelo, como Na Hora do Adeus (Reginaldo Rossi), Vou Tirar Você Desse Lugar (Odair José) e O Côncavo e o Convexo (de Erasmo Carlos e Roberto Carlos), o show traz as autorais Clóvis e Não me Bata de Novo com Essa Corrente, de Wagner, e Menina Malcriada, de Gabriel e Claudinho, balada sertaneja com letra cafajeste.

Os temas típicos do gênero cafona (sedução, traição, desilusão) chegam à voz de Wagner sustentados por estilos musicais aparentemente inconciliáveis, como o rock independente inglês e o brega brasileiro. “Busquei inspiração nas guitarras distorcidas e nos arranjos de teclado de bandas, como as inglesas Radiohead e Muse", revela Gabriel.

Sua Mãe vem recebendo diversos convites e tem um show marcado, este ano, em São Paulo, mas Wagner ainda não confirmou se vai poder aparecer.

| Serviço |

Atração: Sua Mãe
Dia: Terça, 19
Horário: 22h
local: Boomerangue - Rua da Paciência, 307, Rio Vermelho
Ingresso: R$ 15
Informações: (71) 3334-6640

Fonte: A Tarde Online