sábado, 7 de junho de 2008

Hamlet - São Paulo

No próximo dia 20, chega a São Paulo a tão esperada produção de Wagner Moura para o teatro, o clássico Hamlet, no Teatro FAAP.

Desde o término da novela Paraíso Tropical, da Globo, no ano passado, na qual interpretou o vilão Olavo, Wagner se empenha em cada detalhe do projeto.

Escrita por William Shakespeare, na virada do século XVII, a tragédia de Hamlet permanece como a peça mais celebrada em toda a história do teatro mundial.

Dessa vez, o texto volta a ser encenado com o frescor e o despojamento que marcaram sua estréia, há quatro séculos, agora encenado pelo surpreendente talento de Wagner Moura.

A nova montagem conta com direção de Aderbal Freire Filho. O diretor, aliás, foi o primeiro nome lembrado por Wagner para o projeto, um sonho acalentado desde a adolescência e antigo desejo de Aderbal, também responsável pela última peça do ator, Dilúvio em Tempos de Seca (2004).

“Nos ensaios, percebi que meus outros personagens tinham uma sombra de Hamlet: alguns também não tinham pai e eram sombrios ou melancólicos”, diz Wagner sobre a construção do atormentado príncipe da Dinamarca.

Para a preparação, o ator assistiu a uma série de versões do texto no cinema, em filmes estrelados por Laurence Olivier, Innokenti Smoktunovsky, Mel Gibson, Adrian Lester, Kenneth Branagh, Blair Brown e Ethan Hawke.

Um dos maiores especialistas em Shakespeare, o crítico literário inglês Harold Bloom chegou a afirmar, certa vez, que “o personagem é dotado de brilho espiritual e intelectual superior ao de todos nós, humanos, e de seus intérpretes, inclusive”.

Wagner concorda, quanto às diversas facetas de Hamlet:

“Ele é muitos e cada intérprete é um Hamlet diverso. Não só porque os atores são diferentes, mas o personagem é tão complexo que nos comporta a todos”, analisa.

Com 10 atores, o elenco traz nomes como Georgiana Góes (Ofélia), Caio Junqueira (Horácio), Fábio Lago (Laerte) e também a dupla Gillray Coutinho (Prêmio Eletrobras por O Púcaro Búlgaro) e Cláudio Mendes (O Que Diz Molero), parceiros de longa data de Aderbal. Carla Ribas volta ao teatro para viver a rainha Gertrudes, depois do êxito como protagonista do elogiado longa A Casa de Alice, selecionado para a última edição do Festival de Berlim.

Serviço:

Estréia: 20 de junho, às 20h
Temporada de 20 de junho a 28 de setembro
Teatro FAAP (Rua Alagoas, 903 – Consolação)
Tel: 3662-7233 / 3662-7234
Horários: sextas e sábados, às 20h; domingos, às 18h
Ingressos: R$ 80
Duração: 170 minutos (com intervalo de 15 minutos)
Lotação: 500 lugares
Classificação etária: 14 anos




Fonte: OFuxico
Fotos: Divulgação