domingo, 17 de fevereiro de 2008

Tropa de Elite ganha o Urso de Ouro



Contra todos e contra ninguém, Tropa de Elite consegue trazer o Urso de Ouro novamente para o Brasil, depois de 10 anos na seca… Depois de tomar um verdadeiro sacode da mídia internacional, o filme de José Padilha conseguiu a façanha de dar um olé em várias apostas dos críticos, como Sangue Negro e Happy-Go-Lucky e voltar pra casa com o principal prêmio do Festival de Berlim na mala.

O Urso de Ouro é um excelente abre-alas para a “carreira” internacional de Tropa de Elite, que depois de Berlim vai participar do Festival de Cannes, em maio. O filme foi o nacional mais visto em 2007 com quase 2 milhões de espectadores, além de uma espectativa de 12 milhões de cópias piratas vendidas. Agora há uma grande possibilidade de ser o nosso representante para o Oscar 2009, uma vez que o Ministério da Cultura escolheu O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias, que apesar de chegar entre os 9 finalistas, não ficou entre os 9 indicados. Com a estréia nacional acontecendo agora, pode vir a ser um concorrente do Oscar do próximo ano. Quem sabe…

Sangue Negro, que era o favorito e com OITÔ indicações para o Oscar, acabou ficando com o Urso de Prata de melhor diretor, para Paul Thomas Anderson. E também recebeu o prêmio por melhor trilha-sonora, composta por Johnny Greewood, guitarrista do Radiohead.

O Urso de Prata ficou para o documentário Standard Operating Procedure, sobre as torturas em Abu Ghraib. Já o Urso de Prata de melhor atriz ficou com Sally Hawkings, por sua atuação em Happy-go-Lucky e o de melhor ator para o iraniano Reza Najie, por sua atuação em The song of sparrows.

O Brasil ganhou outros prêmios também: Café com Leite foi premiado como melhor curta-metragem da mostra Geração e Tá, ganhou o Teddy Award, dado para filmes dedicados ao universo GLS, e o incrível Mutum, recebeu uma menção especial do júri.

Fonte: Cena Brasilis