sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

O Homem do Ano



Neste ano, só se ouviu falar de Wagner Moura. Por causa dos amassos que deu em Camila Pitanga na novela 'Paraíso Tropical', pelo vigor com que viveu o anti-herói do ultrapolêmico filme 'Tropa de Elite' e porque, surpreendemente, não renovou seu contrato com a TV Globo até agora. 'É bom ser livre e poder fazer o que quiser, sem ter de pedir para ninguém', disse. Não à toa, 7 mil leitoras de Marie Claire o escolheram como o homem do ano, segundo enquete realizada na internet. Aos 31 anos, o ator baiano, que também é jornalista, está no auge. 'Tropa de Elite', de José Padilha, foi o filme brasileiro mais visto do ano, e muito do sucesso se deve a seu desempenho. Mas nem pense que ele se sente confortável na posição de estrela. Reservado, cuida da intimidade como se fosse um policial do Bope (Batalhão de Operações Especiais). 'Não sou muito vítima dos paparazzi porque tenho uma vida quieta. Meu filho Ben não vai aparecer enquanto eu puder preservá-lo.' [Ben, 1 ano, é filho do seu casamento com a fotógrafa Sandra Delgado.] Moura saiu de baixo dos holofotes porque se prepara para atuar na mítica peça 'Hamlet', de William Shakespeare, que estréia no primeiro semestre de 2008.

"Nunca pensei que fosse fazer Hamlet, porque sempre achei que era impossível. E é. Vou fazer o meu. Não será o Hamlet perfeito, mas será o meu ponto de vista."


Moura está podendo tanto que pode até se dar ao luxo de ser modesto.

Fonte: Marie Claire