segunda-feira, 1 de outubro de 2007

"Não esperava que fosse eu", confessa Wagner Moura



Ator diz que soube do final de 'Paraíso' há duas semanas e só contou para a mulher.
Ricardo Linhares revelou que personagem de Gagliasso não existia originalmente.

Até o próprio Wagner Moura ficou surpreso com o desfecho de “Paraíso tropical”, que teve seu último capítulo exibido nesta sexta-feira (28). Ao ator, coube a responsabilidade de interpretar o assassino de Taís (Alessandra Negrini).

“Soube do final há duas semanas. O Dennis Carvalho [diretor] me contou para dar tempo de eu me preparar. Não esperava que fosse eu, mas fiquei satisfeito. Não senti nenhum fardo de o meu personagem ter sido o assassino”, contou o ator, logo após o fim da novela.

Segundo ele, apenas uma pessoa sabia do segredo:

“Só contei para a minha mulher”.

Para evitar que o final da trama vazasse antes da hora, as gravações foram feitas na noite de quinta para sexta-feira.
“Dormi duas horas. Gravei a noite toda e entrei na sala de edição às 7h. Mas tenho a sensação de dever cumprido”, afirmou Dennis Carvalho. “Gostei de todas as soluções. A Bebel [Camila Pitanga] para mim foi a personagem mais surpreendente. Adorei o senador e o final da CPI. Passei um monte de informação errada para a imprensa, para despistar”, divertiu-se o diretor.

Fonte: G1