sexta-feira, 12 de outubro de 2007

(...)LABORATÓRIO



Wagner foi um dos 20 atores que fizeram o laboratório, coordenado por Fátima Toledo e Paulo Storani, ex-Bope e atual secretário de Segurança Pública de São Gonçalo. Por aproximadamente três semanas, o grupo - que incluía Caio Junqueira e André Ramiro - encarou aulas de tiro e de conduta de patrulha e passou por um treinamento (quase) tão duro quanto os do aspirante ao Bope.
Diariamente, os atores eram levados para Vargem Pequena, onde penavam sob os comandos de Storani, que coordenou, na vida real, o 9º Curso de Operações Especiais, em 1996, e hoje faz mestrado em antropologia na Universidade Federal Fluminense (UFF). “Levamos os atores a um nível de exaustão muito parecido com o que os policiais têm no curso de operações especiais”, compara Pimentel.

Fonte: Ego
Texto editado por Carol Monteiro