sábado, 29 de setembro de 2007

Paraíso tropical tem esquema especial para fim não vazar



Atores só receberão cenas na sexta-feira (28) para a gravação. Autor diz que final foi decidido há meses e não há possibilidade de mudança

(...)Para despistar os curiosos, vários finais diferentes serão gravados, todos na própria sexta-feira (28), dia em que a trama acaba.

“Todas as cenas relacionadas aos crimes serão gravadas no dia da exibição do último capítulo. Há cenas sigilosas que envolvem outras tramas, e essas cenas serão gravadas na véspera, à noite”, revela Ricardo Linhares, que divide com Gilberto Braga a autoria da novela.

Diante das notícias de que até sete finais diferentes poderiam ser gravados, Linhares desconversa: “São vários finais, mas prefiro deixar o número em aberto”.

A dupla vem trabalhando em cima dos capítulos, pois ainda não estão todos prontos. “Para cada assassino/a, há um motivo diferente. Alguns [finais] foram escritos, outros ainda estamos escrevendo. Devemos entregar o texto final na segunda-feira [24]”.

Além da equipe de escritores, o único por dentro do esquema de segurança é o diretor Dennis Carvalho. “Ele já sabe os atores que estão envolvidos nas gravações finais e quais cenários serão utilizados. Assim, a produção pode se preparar com antecedência. Os atores só receberão os textos na hora de gravar”, afirma.

Linhares não dá pistas sobre quem poderia ser o assassino de “Paraíso tropical”, mas confessa que o nome do criminoso foi decidido há muito tempo. “O final já está escolhido há meses. Não há possibilidade de mudança. Quando matamos Taís, bolamos também toda a história. Os finais falsos são apenas para despistar. Não é um jogo de
loteria, com nomes escolhidos aleatoriamente.”

Fonte: G1