sábado, 7 de maio de 2005

Esta semana Wagner esteve no Sem Censura

O protagonista de A lua me disse, em entrevista dada a Leda Nagle no programa da TVE nessa semana, acabou confessando algo no mínimo curioso, ele disse já ter trabalhado em festas infantis e naqueles famosos telegramas falados. Fora ser formado em jornalismo e ter tido uma assessoria de imprensa na qual ajudava os amigos.

Falando do início da carreira, Wagner lembrou com carinho de alguns papéis marcantes. Ele mencionou filmes como Sabor da Paixão, Caminho das Nuvens e Cidade Baixa do qual destacou ter sido totalmente rodado na Bahia.

E ainda nesse contexto, ele falou de como era trabalhar em Salvador com a forte cena cultural da Bahia, de onde veio com a peça de João Falcão, A máquina de João Falcão, junto com os amigos Lázaro Ramos e Vladimir Brichta.

Além deste trabalhos, Wagner comentou de suas participações em Carga Pesada e Sexo Frágil.

Agradecido, não esqueceu de falar da oportnuidade dada por Miguel Falabella de estar na novela. Por lá, ele diz ser muito bem tratado e estar adorando. Em cena, adora os quebra paus com a Zezé Polessa, sua mãe na novela com quem Gustavo, seu personagem, tem conflitos.

Outro fato relato na entrevista foi o dele ter sido escolhido para integrar o úri de Cannes.

Na vida pessoal, Wagner se declarou muito feliz. Tanto com a família, como com a carreira e amigos. Ele está de bem com a vida!

E nesse sentido, lembrou-se de se desculpar com a mãe por não poder estar com ela no dia das mães. Disse que a ama. Que ela é a estrela da vida dele.

O programa tem seus melhores momentos reprisados aos Domingos às 16h.